24 julho 2011

"Meme do Agora"

Vagueando pela blogosfera por esses dias, vi no Codinome Mulher um tópico com esse nome e achei bem interessante. Até fiz um comentário lá, dizendo ser esse um mecanismo de tornar o mundo virtual mais "humano", algo além de somente sorteios e dicas de maquiagem (não que isso seja ruim, vocês entenderam!).

Claro que o Mimimis não tem "aquela" popularidade, mas decidi que vou fazer mesmo assim - mesmo tendo que revelar a idade (oh, céus!).

Eu aos 30 (quase 31):

Eu sou peculiar (pra não dizer estranha, né? haha);
Eu quero ser feliz, só isso;
Na minha casa tem muitos gatos;
Eu encano com tudo e todos;
Eu acredito em liberdade de pensamento;
Tenho medo de altura. Minhas mãos e pés suam litros, só de medo - o que me deixa mais em apuros, pois se estou nas alturas para trocar uma lâmpada, por exemplo, a empreitada fica mais perigosa;
Acho graça em pouca coisa;
Choro com crueldades, principalmente contra animais;
Não vivo sem naridrin (mas só vale o de 12h), antialérgico e anti-inflamatório;
Tenho mania de velho ranzinza: critico o que acho errado, inclusive coisas em mim mesma. Mas também tenho manias suportáveis;
Meus três melhores amigos são minha irmã em primeiro lugar; depois considero mais três pessoas, não necessariamente essa ordem: Renata Bonamigo, Daniela Souza e Fernanda "cu". Não renego as outras pessoas, mas essas são as que converso mais e/ou por mais tempo;
Eu tenho como heróis: ninguém, por enquanto;
Meu sex symbol: Não tenho vocação pra tiete;
O amor é algo pouco praticado no mundo, infelizmente. Não é a toa que o mundo está esse caos social e político;
Meu livro de cabeceira é "O Chanceler de Ferro do Antigo Egito", porque volta e meia releio. Mas adoro Pessoa também.
Meu vinil preferido é qualquer um da banda Roxette (da época em que não existiam cds);
Meu sapato favorito é confortável e elegante;
No meu armário não falta material universitário. Isso entope tudo quanto é canto da casa;
Minha balada preferida: ficar em casa curtindo um bom filme/livro ou boas companhias. Nada de estranhos bêbados puxando seu braço, jogando fumaça na sua cara, piriguetes...
Minha luta é contra a inoperância e injustiças;
Meu maior fora foi: Foram tantos que nem dá pra saber o pior. Felizmente com a idade estão mais escassos. Ah, lembrei: o pior foi confiar no "inconfiável";
Minha bola dentro: Me libertar de crendices;
As pessoas acham que: Realmente? Não sei o que as pessoas acham. Não dá pra saber esse tipo de coisa, porque nem sempre o que dizem achar é o que realmente acham, não acham? :P
Mas eu juro... Não juro nada.
O que mais ouço: Barulhos do teclado do notebook (tec, tec, tec, tec), miados da Frufru e do Naorzinho;
Eu me sinto livre quando escrevo ou quando durmo;
Rezo por/para: Não rezo, eu torço por/para todas as pessoas que gosto, pela sinceridade, bondade e sentimentos "do bem" em geral;
Meu ponto fraco: Orgulho;
Meu grande charme: Tinha pulado essa e nem percebi. Não sei qual é meu grande charme, e nem sei se possuo um "grande".
No chuveiro, eu canto Villa-Lobos, Puccini...
De madrugada, eu fico hiperativa, já disse! Ainda mais ao som de trovões (adoro mas não consigo dormir, gosto de curtir o som da tempestade);
Meu meio de transporte é um automóvel de passeio e as pernas - pra quando precisar;
Eu tenho a ilusão de que um dia as pessoas evoluam (no sentido humano da "coisa");
Se alguém disser que eu serei presidente aceito pra ontem. Esse país precisa entrar nos eixos e eu boto fé em mim. Pode parecer pretensão, mas eu cansei de tanta palhaçada, e você?

Um comentário:

  1. olha eu ai ehehae Bah se eu fizesse um desse tu ia tá tb viu =D
    Eu torço pra que tu te liberte do naridrin como eu consegui, é um alívio!
    Bjos

    ResponderExcluir

Sintam-se a vontade para comentar! Sua opinião é muito importante e faz o blog melhorar.

Ocorreu um erro neste gadget