08 março 2013

8 de março, um dia de reflexão

Oito de março, dia das mulheres! Todos os homens nos cumprimentam, o comércio nos oferece rosas, "super" descontos, promoções... 

Vemos por aí elogios sobre nossa beleza e feminilidade, muitas vezes estereotipados - como se mulher se resumisse em ter obrigação de ser bela (dentro dos padrões de beleza midiáticos/europeu), eterna dona de casa caprichosa, mãe exemplar etc.

Esse dia não é de comemoração, mas de luta, conscientização. Ainda vivemos sob o "reinado" machista, onde a cada X minutos uma de nós é agredida verbalmente, fisicamente, sexualmente; num mundo onde ganhamos menos do que os homens pelo mesmo trabalho; num mundo onde ainda praticam o "estupro corretivo" caso sua orientação sexual não inclua um "macho"; num mundo onde mulher que opta por não ter filhos é considerada incompleta, e quem opta por não casar, é uma solteirona mal amada e mal comida. Um mundo onde não temos o direito de ficar estressadas com tanta barbaridade sem nos mandar lavar a louça, lavar a roupa ou arrumar um pênis.

Especialmente nós, mulheres brasileiras, vivemos em um país onde o índice de morte materna é altíssimo, onde mulheres morrem por aí abandonadas dentro dos próprios hospitais em decorrência de um aborto inseguro; onde "profissionais" de saúde se recusam a atendê-las. Vivemos em um país onde a saúde pública como um todo é sucateada, não oferecendo boas condições de atendimento nem para mulheres e homens.
Um país onde o novo presidente de Direitos Humanos e minorias é um pastor racista, homofóbico e machista; que quer retirar a garantia da mulher que sofre um estupro, por exemplo, de abortar o fruto de uma violência - sendo obrigada a conviver com a rememoração da violência sofrida por 9 meses e quiçá pelo resto da vida.

8 de março está aí para repensarmos se este é o mundo, o país machista e desigual que temos é realmente o mundo e o país que queremos para nós e as gerações futuras. Façamos nossa parte, nem que seja somente uma postagem na blogosfera, para alertar nossas irmãs - outras mulheres - de que é preciso gritar, fazer escândalo, denunciar; é preciso romper com o patriarcado e suas injustiças.

Il faut faire du scandale, Il faut rompre!

Um comentário:

  1. Um dos melhores efeitos da pílula vermelha em mim foi perceber que 8 de março é dia de luta! Do jeito que está conformado hoje, só serve pra reafirmar esse modelo do feminino que é estereotipado, opressor e machista.

    Menina, eu tava fazendo uma limpa no arquivo de imagens do blog e acabei deletando sem querer! Fiquei de fazer uma miniatura da imagem que tá no layout, mas a preguiça foi maior e até hoje... já tinha até esquecido. Se quiser pode tirar, eu aviso quando fizer a imagem. O layout ficou ótimo! :D
    Eu já quis te mandar um origami, sabia? Só que eu teria que pedir seu endereço, e aí a surpresa não ia ter graça. haha

    ResponderExcluir

Sintam-se a vontade para comentar! Sua opinião é muito importante e faz o blog melhorar.

Ocorreu um erro neste gadget