22 novembro 2013

Nem só de "pílulas da felicidade" vive o homem...

Desde criança fui ensinada que esta Terra seria melhor, num dia não muito distante.



Mas só me percebi madura quando me dei conta de que as coisas não irão mudar.

Sempre critiquei, gritei, denunciei e tive repulsa por quem é desonesto e consegue as coisas e oportunidades na malandragem, por "apadrinhamento", amizades influentes.

Esses dias me disseram que desde que o mundo é mundo funciona assim, e que eu também deveria "entrar no esquema".

De repente a vida me apresenta dois caminhos, a sangue frio: nadar conforme a corrente ou continuar essa saga quixotesca, lutando contra inimigos de mil olhos, de mil braços.



Antes não tivesse dores na consciência, antes não tivesse uma! Antes pensasse e sentisse como o ser humano terráqueo realmente é: um insensível predador.

Encontrei no We Heart It.

Um comentário:

  1. Também sofro dessa sina.
    Decidi quixotear!
    "Antes morrer de pé, que viver de joelhos"! Não é o que diziam os zapatistas?
    Xero Docinho! E votos de paz e renovação! ;)

    ResponderExcluir

Sintam-se a vontade para comentar! Sua opinião é muito importante e faz o blog melhorar.

Ocorreu um erro neste gadget