20 dezembro 2013

Filho de Caim

Um filme espanhol. Lembram que eu disse que gosto do cinema espanhol? Então, confirmo o que disse.
E pra quem não conhece ou não gosta, acho que passará a gostar depois de ver esse filme.
Quem é da área das terapias, psicologia, psiquiatra eu tenho certeza de que achará pelo menos interessante.

Filho de Caim (Hijo de Cain) conta a história de um psicólogo que tenta ajudar um garoto - Nico, considerado problemático - quieto, introvertido e obcecado por xadrez. A única maneira que vê em ajudá-lo é justamente através do jogo de xadrez, já que Julio (o psicólogo) já foi um jogador profissional. Através dos treinos e estudos, Julio tenta descobrir qual é o segredo que Nico esconde.

Direção de Jesús Monllaó, Espanha, 2013.


É só o que posso dizer em relação ao filme sem estragar com spoilers. Na minha opinião, mais arrepiante do que Stoker (viu, Camila?) :D

Espero que assistam e gostem também. Eu vi pelo endereço do Filmes Online Grátis, com o áudio original em espanhol e legendas em português.


Besitos!

9 comentários:

  1. Eu gosto também do cinema espanhol. Além do francês e alemão também, embora não conheça tanto quanto gostaria. Mas é muito diferente da merda de Hollywood que estamos acostumados, né. Vou tentar assistir ainda esse fim de semana. Logo comento com você o que achei :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu conheço poucos filmes franceses e alemães também, mas gostei dos que vi :) Mas acho que já vi mais espanhóis mesmo e vários argentinos também, me sinto mais confortável em opinar =x
      Assista e me conte depois que achou ;)

      Excluir
  2. Li "cinema espanhol" e pensei em assistir o filme antes de terminar de ler o post! rs
    Valeu pela dica! Verei se consigo assistir nesse recesso onde todos os dias parecem ser domingo, chatice que é o final de ano...

    ResponderExcluir
  3. Nunca ouvi falar!
    Vou procurar!!
    xD

    Beijinhos Docinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá no link, muié! Em "filmes grátis online" ;) bjo

      Excluir
  4. Vi e gostei desse filme.
    Uma verdadeira surra na psicologia e suas tentativas de entender - e curar - o ser humano.
    Achei o final, além de surpreendente, ligeiramente forçado...talvez tenha sido a saida do diretor para explicar o final. Mas, um bom filme.
    Quanto ao cinema americano, cara Camila, não exageremos...afinal nem tudo que sai de lá é tão ruim como vc coloca...uma merda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fernando. Esse filme me levou a refletir sobre os clichés, digamos assim, que a psicologia coloca para alguns casos. Será que todas as afirmações são como operações matemáticas, onde A +B = C sempre? Fica a dúvida.

      Excluir
  5. Boa tarde .a tua resenha foi a melhor até aqui que encontrei,acabei de ver o filme pela quarta vez em 2 anos.hj com minha filha de 16 que não conhecia.adoro esse filme,e sempre causa surpresa seu final.é pertubador sim.e posso falar por mim é melhor que A PELE QUE HABITO .no quesito suspense,é quase um terror psicologico a cena do começo,do banho da menina é maravilhosa,as duas mortes do filme,a primeira é aflitiva ver aquele homem seguir um rastro de sangue da rua ate sua cama.somos ludibriados do começo até o fim.o cinema espanholé massa assiiti JULIETA de ALMODOVAR ontem demais..sim tbm assisti O LABIRINTO DO FAUNO.filme fantastico,lúdico e magico.sem contar que é historico.NA PSICOLOGIA NÃO SE DEVE FECHAR QUADROS.

    ResponderExcluir

Sintam-se a vontade para comentar! Sua opinião é muito importante e faz o blog melhorar.

Ocorreu um erro neste gadget